anunciante ads patrocinio

Mato Grosso do Sul, 16 de agosto de 2022

Destruição por incêndios no Pantanal cresce em 2022 e seca deve piorar situação

Decreto estadual definiu medidas de combate a incêndio na região por 180 dias, como forma de reduzir prejuízos.
22/07/2022 às 14:29
Campo Grande News, Guilherme Correia
(Reprodução Campo Grande News )

De janeiro a julho, o Pantanal já perdeu mais área por incêndios que no mesmo período, no ano passado. O aumento no território queimado foi de aproximadamente 29%, de 99,5 mil para 128,9 mil hectares. Além disso, a situação deve piorar, já que a seca se estende até setembro, na região.

Os dados são do Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais (Lasa) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Neste ano, a região que mais teve destruição foi o Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro (13%), seguido pela Terra Indígena Kadiwéu (3%).

A partir de hoje, decreto de situação de emergência em 14 cidades entra em vigor, com situações especiais para combate a incêndios florestais nos próximos 180 dias.

Fazem parte do decreto os municípios de Corumbá, Ladário, Miranda, Aquidauana, Porto Murtinho, Sonora, Rio Verde de Mato Grosso, Coxim, Bodoquena, Jardim, Bonito, Anastácio, Corguinho e Rio Negro.

Dentre as justificativas para ter adotado a medida, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) elenca enfrentamento de uma das maiores estiagens dos últimos anos, com uma expressiva queda nas precipitações pluviométricas na faixa de 25% a 50% abaixo do que era esperado para o mês.

A situação tem gerado como consequência o surgimento de centenas de focos de calor e incêndios de grandes proporções, principalmente na região pantaneira.

Nesta semana, vídeo publicado nas redes sociais mostra jacarés em região seca na Fazenda Sagrado, no Pantanal. A cena dos répteis “mendigando” água em uma poça de lama, próximo a um bebedouro de gado, é apenas uma amostra do que os animais têm sofrido com a seca.

“Já vi outros animais sofrendo. Esse vídeo está dando o que falar. Muita gente não acredita que o Pantanal está seco, mas o único Pantanal que teve água de chuva esse ano foi o Pantanal do Paiaguás e parte do Pantanal da Nhecolândia. Pessoal não conhece e fica criticando”, disse o trabalhador que registrou o vídeo ao Campo Grande News.

Conforme dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), 2022 também registrou aumento no número de focos de incêndio nos municípios que compõem o bioma pantaneiro. 

Continue lendo