anunciante ads patrocinio

Mato Grosso do Sul, 20 de agosto de 2022

Estelionatário conhecido na OLX e em quatro estados é preso após golpe em loja de MS

Flaviano Moisés Aires de Oliveira, considerado maior golpista da OLX em MT, foi preso em Dourados.
03/08/2022 às 13:50
Campo Grande News, Helio de Freitas
(Adilson Domingos/Campo Grande News)

Estelionatário acusado de aplicar golpes em quatro estados brasileiros, Flaviano Moisés Aires de Oliveira foi preso nesta terça-feira (02) em Dourados.

Chamado de “maior golpista da OLX” em Mato Grosso, ele foi autuado em flagrante após comprar quase R$ 1 mil em loja de Dourados e apresentar comprovante de depósito de envelope colocado vazio no caixa eletrônico.

Segundo o delegado Dermeval Inácio da Cruz Neto, que conduz as investigações em Dourados, além do “título” de “maior golpista da OLX” recebido em Várzea Grande (MT), Flaviano responde a processos por estelionato em Goiás, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul, além de possuir passagens pela Polícia Federal.

O golpista foi preso por investigadores da 1ª Delegacia de Polícia de Dourados após a proprietária de uma loja do centro denunciar o golpe na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac).

Segundo ela, por volta de 11h de ontem, Flaviano comprou R$ 950 em roupas e afirmou que iria até seu carro pegar o aparelho celular para transferir o dinheiro.

Quinze minutos depois, ele retornou à loja afirmando que havia feito depósito do valor na conta bancária da dona do estabelecimento, a quem já tinha solicitado o número e agência, e apresentou o comprovante. Depois que Flaviano foi embora levando a mercadoria, a vítima constatou que o depósito foi feito com envelope vazio.

Através de imagens de câmeras da loja, os policiais constataram que o golpista se trava de Flaviano Oliveira, com várias passagens em outras cidades pelo mesmo crime.

Ele foi localizado no Jardim Vista Alegre, na região sul da cidade. Boa parte das roupas compradas na loja foi encontrada com ele, assim como a blusa de moletom preta com zíper e escritas na cor cinza, reconhecida como sendo a mesma que usava durante as compras. Flaviano foi autuado em flagrante. O delegado Demerval Neto pediu a prisão preventiva dele.

Continue lendo