São Gabriel: Kolping e Assistência Social trabalham maturação emocional com crianças e adolescentes

Psicóloga trabalhou com os jovens diversos assuntos.

25/11/2021 às 10:51 | do Idest, Mirian Finatto

Conversar com crianças e adolescentes sobre legislação e o porquê de certas proibições é um tabu. Tabu o qual foi quebrado na Comunidade Kolping São Francisco de Assis, com as 250 crianças e adolescentes que são atendidos no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, através de parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social de São Gabriel do Oeste.

A psicóloga do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Marianna Ferreira Wormsbecher, trabalhou o tema "Maturação Emocional e de Relacionamento", e explicou ao jovens através de imagens qual a motivação de legislações que tratam sobre alfabetização, trabalho infantil, idade mínima para votar e tirar habilitação, violências e Estatuto da Criança e Adolescentes (ECA).

Foto: Divulgação Kolping

Com as crianças, utilizou-se metodologia comparativa para que os pequenos concluíssem que cada coisa tem uma função e um tempo certo, de forma que concluíram que crianças devem brincar, estudar e se desenvolver, e não trabalhar ou namorar.

Já com os adolescentes, foi explicado sobre o desenvolvimento físico e neurológico para informar sobre maturação emocional e justificar as proibições legais.

Foto: Divulgação Kolping

"As crianças e adolescentes são bombardeados com informações sobre as proibições impostas a eles pelas legislações vigentes, mas pouco se fala sobre o porquê de cada proibição e, principalmente, que o objetivo é protegê-los", disse Marianna.

Carregando comentários...
Notícias
Variedade

O Idest utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.