MS tem três premiados em concurso que valoriza quem atua no fortalecimento da primeira infância

Kelrem Aparecida Gonçalves da Cruz, visitadora de Pedro Gomes, está entre os três premiados.

16/12/2020 às 16:34 | da Redação, Leomar Alves Rosa

Visitadores do Programa Criança Feliz em Mato Grosso do Sul, que no Estado é gerenciado pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), foram premiados no concurso nacional promovido pelas fundações Maria Cecilia Souto Vidigal e Bernard van Leer. Juliana Maciel dos Santos - visitadora de Corumbá, Kelrem Aparecida Gonçalves da Cruz - visitadora de Pedro Gomes e Valter Moreira - visitador de Campo Grande estiveram entre os 100 vencedores do prêmio anunciado na última semana.

O Prêmio Parentalidade: boas práticas de visitadores na pandemia nasceu com o propósito de identificar e valorizar iniciativas de profissionais que atuam no fortalecimento da primeira infância dentro dos programas e políticas públicas de visitação domiciliar no Brasil, conforme descrevem os organizadores.

De Pedro Gomes, a visitadora Kelrem destaca o período de adaptação pelo qual o programa passou em 2020. “O Programa Criança Feliz teve que se adaptar. Continuamos atendendo as famílias, mas agora em tempos de pandemia as visitas foram trocadas por conteúdo e atenção virtual que se tornaram parceiras de todos nós visitadores. Desta forma, nós visitadores do programa, continuamos acompanhando e orientando as famílias para garantir o desenvolvimento das crianças, mantendo os vínculos familiares e também para que as crianças continuem recebendo a estimulação necessária para a construção de habilidades essências”.

“Nos engajamos no sentido de estarmos com as famílias pelas tecnologias. Enviamos semanalmente diversas atividades pedagógicas e os responsáveis aplicam os métodos com as crianças. O retorno foi bem positivo. Usamos esses recursos e sempre pedindo uma avaliação de como poderíamos melhorar nosso trabalho. Estamos cumprindo nossa missão com esse trabalho que reestrutura famílias e favorece as pessoas que mais necessitam”, pontua o visitador Valter de Campo Grande.

“Nessa pandemia tudo mudou de repente, mas soubemos nos adaptar. Atendimento remoto hoje é uma realidade, mas temos saudades de ver os sorrisos das crianças. É muito gratificante ver a execução das atividades que enviamos, sempre com o apoio de nossa supervisora. Estou muito feliz com esse prêmio e que possamos crescer ainda mais. Que essa pandemia passe para a gente voltar a estar perto de nossas crianças”, relata a visitadora Juliana de Corumbá.

A coordenadora estadual do programa, Alessandra Neri, salienta que o Programa Criança Feliz Primeira Infância no Sistema Único de Assistência Social (SUAS) se consolidou como maior programa de visitação domiciliar para o desenvolvimento infantil do mundo. “Vejo a premiação como uma forma de reconhecimento por todo trabalho desempenhado por essas equipes durante o período de pandemia e também como uma forma de valorizar e divulgar as boas práticas das equipes. Em nome dos profissionais vencedores estendo aqui meus agradecimentos a todos visitadores, supervisores, coordenadores e a nossa equipe Estadual. Para o ano de 2021, espero que o programa continue avançando como uma política pública de primeira infância, garantindo a promoção do fortalecimento do vínculo familiar e o desenvolvimento infantil, assegurando a redução das desigualdades sociais e gerando um futuro com maior oportunidade para nossas crianças”, finaliza.

Dúvidas em relação ao programa podem ser esclarecidas na coordenação estadual via e-mail criancafelizms@sedhast.ms.gov.br ou ainda pelo telefone 67.3318.4131.

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Variedade