Há quase quatro anos de acidente, jovem sofre com sequelas e passa por dificuldades

Jovem necessita passar por nova cirurgia para amenizar sequelas do acidente. Ele não pode trabalhar e sua esposa está desempregada.

16/03/2021 às 14:25 | do Idest, JWC

Quase quatro anos após sofrer um acidente de trânsito, no qual resultou em diversas fraturas, causando sequelas e muitas dores, Walyson Tristão Garcia, de 29 anos, passa por dificuldades financeiras e necessita de ajuda para conseguir realizar uma nova cirurgia.

Atualmente residindo em Pedro Gomes, Walyson relatou ao Idest que no dia 05 de junho de 2017 voltava do serviço, onde estava no período de experiencia, parou em um posto para abastecer sua motocicleta, sendo que ao sair e entrar numa avenida, uma mulher que conduzia uma Saveiro, avançou a preferencial entrando na avenida em alta velocidade e na contra mão, acertando Walyson em cheio.

“Me arrastou uns 20 metros para parar o carro, eu quebrei as duas pernas, joelho esquerdo, fêmur esquerdo em vários pedaços e fêmur direito com o quadril. No fêmur esquerdo como quebrou muito terei que fazer outra cirurgia para amenizar as dores e as sequelas, mas nunca mais serei o memo, estou com placas e pinos em vários lugares, estou esperando a cirurgia, mas o SUS é muito demorado”, relatou.

Imagem de um dos locais que sofreu fratura. Foto: arquivo pessoal

Walyson contou que sua motocicleta ficou totalmente destruída, e seu capacete rachou de tão violenta que foi a colisão. “Estou vivo por Deus, fiquei uns 18 dias na Santa Casa, depois fui para casa de cadeira de rodas. Com dois dias em casa, a mulher que bateu em mim e o marido dela foram me ver, e dizer para eu não procurar a justiça que iria perder, sendo que a errada era ela, e o marido dela ainda me disse que quando melhorasse eu pagaria para arrumar o carro deles”, revelou.

Mesmo após a “visita”, Walyson contou que entrou com processos contra a condutora do veículo que lhe atingiu. “Agora em junho vai para quatro anos e nada ainda, até hoje não me ajudaram nem com um dipirona. Depois do acidente entrei em depressão e tentei até tirar minha vida, fiquei com 49 quilos, durante um ano na cadeira de rodas e já vai para três anos de muletas, só Deus sabe o tanto de dificuldades que já passei”, desabafou.

Desde janeiro de 2020 Walyson não recebe mais o benefício do INSS, desde então aguarda decisão da justiça para voltar a receber. “Entrei na justiça porque estou com laudo médico específico dizendo que não posso trabalhar, que fiquei com uma deficiência na perna, mesmo assim até agora nada, mais de um ano sem nenhuma renda”.

Ele conta que por não ter como pagar aluguel, teve que se mudar de Campo Grande para Pedro Gomes, onde uma tia de sua esposa cedeu uma casa para eles morar, porém, a casa está a venda. “Então logo vamos ter que desocupar, aí não sabemos o que fazer, eu sem poder trabalhar, minha esposa desempregada, e as contas de água, luz, só chegando, virando bola de neve, e tem compras de casa também né, damos graças a Deus que ainda temos o arroz e feijão para comer, é difícil, tem horas que eu pergunto para Deus o que ele ainda tem para nós, porque a luta nunca termina”, lamentou Walyson.

Residência onde Walyson mora com a esposa em Pedro Gomes. Foto: Arquivo pessoal

"Eu gostaria muito que essa reportagem chegasse a um profissional da saúde que me ajudasse a fazer essa cirurgia, em junho vai para quatro anos que sinto dor e não posso voltar a trabalhar, só quero ganhar o sustendo para mim e minha família", disse.

Para custear sua cirurgia, Walyson criou uma vaquinha online, e quem puder ajuda-lo, clique aqui.

O caso de Walyson chegou até o Idest através de contato da socorrista Lilian Capel Ernandes. “Quero muito poder ajudar um amigo que sofreu um acidente, há três anos aguarda uma cirurgia no fêmur de alto custo. Ele e a esposa moram em Pedro Gomes. São pessoas do bem e merecem ser ajudados”, disse.

Quem quiser ajudar Walyson de alguma outra forma que não seja a doação através da vaquinha virtual, pode entrar em contato através do telefone 67.99849.8017.

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Variedade