Governos entregam alimentos a comunidades quilombolas de MS

A entrega será realizada em duas etapas contemplando 1.400 famílias moradoras das 22 comunidades tradicionais remanescentes de quilombos.

08/07/2021 às 17:18 | da Redação, Jaqueline Hahn Tente

O Governo do Estado, por meio da Subsecretaria de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial, iniciou a entrega de cestas de alimentos as comunidades remanescentes de quilombo. As cestas são fruto de uma parceria entre a Subsecretaria, Fundação Cultural Palmares (FCP) e Ministério da Cidadania do Governo Federal.

A entrega das cestas de alimentos será realizada em duas etapas contemplando 1.400 famílias moradoras das 22 comunidades tradicionais remanescentes de quilombos, localizadas nos municípios de Aquidauana; Campo Grande; Corguinho; Corumbá; Dourados; Figueirão; Jaraguari; Maracaju; Nioaque; Pedro Gomes; Rio Brilhante; Rio Negro; Sonora e Terenos.

Visitada na quarta-feira (07) a comunidade quilombola Chácara do Buriti, no município de Campo Grande, foi a primeira localidade a receber as cestas. Ao total, 100 cestas foram entregues beneficiando 50 famílias. 

A Subsecretária de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial, Ana José Alves, ressalta que a parceria do Governo do Estado com a Fundação Palmares, teve o objetivo de beneficiar essas famílias, que tiveram sua situação de vulnerabilidade social aprofundada com o advento da Covid-19.

“A insegurança alimentar é uma realidade que se agravou ainda mais durante a pandemia. Reconhecendo essa necessidade, o Governo do Estado e a Subsecretaria não mediram esforços para concretizar essa parceria. É uma luta de mais de ano, que agora vai beneficiar nossas comunidades quilombolas. Recebemos 2.800 cestas e estamos distribuindo com a parceria da Defesa Civil, a quem eu agradeço. E fico muito feliz por essa ação estar integrada com a campanha Julho das Pretas”, explicou.

A parceria com a Fundação Palmares acontece com recursos repassados pelo Ministério da Cidadania, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que foi o órgão responsável pela operacionalização da compra dos alimentos e montagem das cestas.

Presente na ação o Secretário-Adjunto de Cidadania e Cultura, Eduardo Romero, pasta a qual a Subsecretaria é ligada, destacou a importância das parcerias para o avanço das políticas públicas.

“O Governo do Estado tem buscado parcerias com outros entes como Governo Federal, com municípios e com a sociedade civil para que a gente possa fazer o melhor para todas as pessoas que vivem no Mato Grosso do Sul. Hoje é uma entrega de 100 cestas para 50 famílias que aqui residem e nós sabemos que somente elas não resolvem o problema, mas elas ajudam a gente num momento como esse, no qual a pandemia tem mudado muito a nossa realidade. E sabemos que quando estamos todos juntos e sintonizados as coisas acontecem. E em nome do Governo dizer que nós estamos de portas abertas para juntos fazermos o melhor para mudarmos as nossas vidas.”

“Essas cestas são de extrema importância, porque tem um ditado que diz quem tem fome, tem pressa. Por que em meio a essa pandemia as pessoas estão tendo dificuldade de vender os seus produtos, aí você diminui a sua produção, você diminui o seu ganho, seu lucro, então essas cestas vêm de encontro a essa necessidade da comunidade”, ressalta Lucinéia Gabilão, presidente da Associação de Moradores da comunidade quilombola Chácara do Buriti.

Nesta quinta-feira (08), foi a vez da comunidade São João Batista em Campo Grande receber 106 cestas de alimentos.

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Variedade

O Idest utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.