Ar quente e seco nesta quarta prepara o Estado para chegada gradativa da chuva

A baixa umidade relativa do ar registrada ao longo da semana se repete nesta quarta e os índices variam entre 70% a 10%, considerado estado de emergência a saúde pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

16/09/2020 às 06:53 | da Redação, Mireli Obando

O ar quente e seco sentido pela população nos últimos dias deve se repetir nesta quarta-feira (16). A boa notícia é que essas condições preparam Mato Grosso do Sul para a chegada da chuva que deve acontecer gradativamente a partir de quinta (17) na área sul do Estado. 

As condições para hoje são de céu claro a parcialmente nublado em grande parte do Estado. Na região sul o tempo será de parcialmente nublado a nublado, e nevoeiro ao amanhecer para a região sudoeste. 

A baixa umidade relativa do ar registrada ao longo da semana se repete nesta quarta e os índices variam entre 70% a 10%, considerado estado de emergência a saúde pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Com exceção do setor sul, o dia já começa com ar seco na maior parte do Estado. 

As temperaturas seguem elevadas, e a estimativa para esta quarta-feira é de uma grande amplitude térmica, que é a diferença entre a mínima e a máxima. A variação será entre 15°C a 40°C. 

Em São Gabriel do Oeste a previsão é de céu com poucas nuvens e temperatura máxima de 39°C. Já a umidade relativa do ar pode chegar a mínima de 10%. Foto: Vilmara Campos

Chuva à vista

Há dias Mato Grosso do Sul sofre os impactos de incêndios florestais de grandes proporções. A boa notícia é que às vésperas da chegada da primavera pode chover em algumas regiões do Estado. 

Segundo o Climatempo há expectativa de um pouco de chuva para o fim desta semana. Embora os acumulados sejam baixos e insuficientes para apagar o fogo, o volume deve ajudar a diminuir o calorão e a fumaça. 

As temperaturas seguem elevadas e o ar muito seco até esta quarta (16), mas mudanças devem ocorrer a partir de amanhã (17) com pancadas de chuva na região sul do Estado, em cidades da fronteira com o Paraguai. 

As instabilidades devem se intensificar mesmo a partir de sábado (19) e se expandir para diversas regiões do Estado. O setor norte do Estado é a área com menor chance de chuva no período mencionado. Para a próxima semana há expectativa de chuva em mais áreas.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) manteve o aviso de onda de calor até domingo (20), ou seja, as temperaturas máximas seguirão bastante elevadas nas regiões onde não chove. 

Carregando comentários...
Notícias
Variedade