Secretaria de Saúde de São Gabriel do Oeste oferece Planejamento Familiar na Casa Rosa

Dr. Lucinaldo Basso, ginecologista responsável pelo projeto de Planejamento Familiar, explica que o atendimento na Casa Rosa é realizado por uma equipe multidisciplinar que orienta sobre a gravidez, a utilização de anticoncepcionais, entre outros.

16/02/2021 às 16:48 | da Assessoria

O planejamento familiar é um direito de todos os cidadãos e é fundamental para que casais possam planejar a chegada dos filhos. Pensando nisso, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde, promove na Casa Rosa o atendimento para homens e mulheres que desejam informações sobre métodos contraceptivos e educacionais para a prática do planejamento.

Dr. Lucinaldo Basso, ginecologista responsável pelo projeto de Planejamento Familiar, explica que o atendimento na Casa Rosa é realizado por uma equipe multidisciplinar que orienta sobre a gravidez, a utilização de anticoncepcionais, entre outros. “O Planejamento é algo muito amplo que engloba desde o atendimento para pacientes que possuem dificuldade de engravidar, até aos que desejam fazer uma laqueadura ou vasectomia. Trata sobre tudo que é necessário para a formação de uma família em si”.

Foto: Divulgação Assessoria Prefeitura

“Hoje a Política Nacional de Planejamento garante que o cidadão tenha acesso gratuito aos métodos contraceptivos distribuídos pelo SUS, como a pílula anticoncepcional, preservativos, o DIU, entre outros. Cabe aos nossos profissionais identificar o melhor método para a paciente e ofertar o melhor serviço de regulação de fecundidade”, comentou Lucinaldo. De acordo com o médico, a Casa ainda oferece o serviço de aconselhamento que dá abertura para a orientação e necessidade da utilização de métodos reversíveis e irreversíveis.

Lucinaldo alertou também para os critérios de procura do serviço de laqueadura ou vasectomia; sendo necessário ter idade mínima de 25 anos ou no mínimo 2 (dois) filhos, (Lei Federal nº 9.263, de 12 de janeiro de 1996). “Para realizar a laqueadura, por exemplo, as interessadas deverão procurar a Casa Rosa para verificação. Caso haja o aval médico, ela será encaminhada para nossa equipe de orientação, que vai aconselhar e desencorajar a esterilização precoce. Caso a paciente mantenha sua decisão, será ofertada a realização da cirurgia”, explicou.

Alaiz Dimeira, enfermeira e coordenadora do projeto, aproveitou para informar outros serviços e ações realizadas dentro do planejamento. “Caso a mulher queira engravidar, as ações serão relacionadas ao planejamento da gravidez e ao encaminhamento para exames de rotina. Em caso de dificuldades para engravidar, a mulher será conduzida ao serviço de fertilidade para buscar o tratamento possível”, comentou. Ela ainda reforçou a importância de outros atendimentos oferecidos pelo local que também contempla ações de pré-natal e acompanhamento de parto.

A Casa Rosa fica na Rua José Ferreira Rosa, 833 e trabalha de segunda a sexta-feira, das 07 às 11 horas e das 13 às 17 horas. A equipe multidisciplinar que atende o projeto é composta pela enfermeira Alaiz Dimeira, pelo médico Dr. Lucinaldo Basso, pela psicóloga Sofia Laura Beilner e pela assistente social Ariela Antônia de Araújo. Informações pelo 67.99984.4736.

Carregando comentários...
Notícias
Saúde