São Gabriel pede ao secretário de saúde do MS celeridade na vacinação dos profissionais da Educação

Outras demandas da Saúde no município também foram discutidas durante a reunião.

14/04/2021 às 15:57 | da Assessoria

Com objetivo de dar celeridade na vacinação contra a Covid-19 aos profissionais da Educação, uma equipe de São Gabriel do Oeste se reuniu, nesta quarta-feira (14), com o Secretário de Estado de Saúde, Geraldo Rezende. A reunião contou com a participação do prefeito Jeferson Tomazoni, da secretária de Saúde, Francine Gnoatto Basso, da secretária de Educação, Danielle dos Santos Souza e da vereadora Kalícia de Brito.

De acordo com o prefeito, a reunião discutiu a campanha de vacinação contra a Covid-19, solicitando a priorização dos profissionais da Educação de São Gabriel do Oeste no Plano Nacional de Imunizações (PNI).

“Temos uma estrutura educacional diferenciada que nos possibilitou o retorno das aulas presenciais, com todas as medidas de biossegurança adotadas. Entendemos que a Educação é prioridade por se tratar de um serviço essencial e queremos garantir mais essa tranquilidade aos nossos profissionais e estudantes”, explicou Jeferson.

A Secretaria Municipal de Educação de São Gabriel do Oeste vem lutando para conseguir a priorização destes profissionais, considerando que a imunização deve seguir as normativas do PNI e do Governo do Estado. Na semana passada, a secretária Danielle e a vereadora Kalícia se uniram para mobilizar, junto à secretários de Estado, deputados federais e estaduais, a autorização para o envio de lotes de vacinas para a classe.

“Tomamos todas as medidas necessárias para garantir a segurança dos profissionais e dos estudantes para o retorno às aulas. Assim como a rede privada, estamos empenhados em garantir um ensino de qualidade e o efetivo aprendizado dos nossos alunos. A vacinação é mais um passo para o reconhecimento do quanto a Educação é essencial e também para dar maior tranquilidade aos profissionais”, completou Danielle.

Durante a reunião, a equipe também discutiu outras demandas da Saúde, como atraso do envio da segunda dose e dificuldade para aquisição de alguns insumos hospitalares.

Carregando comentários...
Notícias
Saúde