Sonora: Dois anos e asfalto do Vista do Lago e Jardim dos Estados continua no papel

Avenida do Povo, onde deveriam ter iniciado as obras.
Imagem: do Idest, Eder Pereira

Cerca de R$ 5 milhões foram financiados junto a CEF e as obras deveriam ter sido iniciadas há mais de um ano.

28/07/2020 às 13:30 | do Idest, Eder Pereira

Completou neste mês de julho dois anos da aprovação do Projeto de Lei que autorizava o prefeito de Sonora, Enelto Ramos (DEM), a financiar junto a Caixa Econômica Federal mais de R$ 5 milhões, que levaria asfalto e drenagem aos bairros Vista do Lago e Jardim dos Estados I e II. As obras deveriam ter iniciadas há mais de um ano, mas até agora nada foi feito nos bairros e os transtornos aos moradores continuam, como muita poeira em tempos secos e barro, buracos e erosões em tempo chuvoso.

Esta foi mais uma obra anunciada pelo atual prefeito que não foi sequer iniciada, além disso, a administração acumula lançamentos e inicio de obras sem conclusão. O asfalto citado cobriria o trecho entre a avenida do Povo e rua Adalberto Bozoki.

Asfalto e drenagem vem sendo o carro chefe da divulgação do Prefeito Enelto Ramos (DEM) em suas redes sociais, mas todas as obras iniciadas não foram concluídas, outras ao menos iniciaram. Problemas em licitação, empresas que abandonam as obras por falta de pagamento ou administrativo, podem ser as principais causas dos atrasos.

Os lançamentos de obras são constantes e as inconclusas são mais ainda. Reformas em escolas, postos de saúde, farmácia popular, asfalto e drenagem, reformas no ginásio de esportes, campo de futebol e outros, fazem parte da lista de lançamentos sem conclusão.

Há pouco mais de um ano foi assinada a ordem de serviço para inicio das obras, sendo registrado a presença de diversas autoridades locais e de outros municípios. No dia também foi montado um grande estrutura com som, barracas e paineis, tudo com dinheiro público.

Obras como essa, que foi financiada junto a CEF e outras com recusos do Governo Federal e emendas parlamentares são usadas constantemente como se fossem de autoria da atual administração. Algumas das obras são a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que recebe recurso Federal, prédio do novo Centro de Referência e Assistência Social (CREAS), também recurso Federal e asfalto e drenagem de ruas e avenida iniciadas e não concluídas que possuem recursos federais e estaduais, através de emendas parlamentares a pedido de vereadores.

O Projeto de Lei foi aprovado pelos vereadores para ajudar os moradores dos bairros, mas de acordo com informações dos bastidores, Enelto pode estar usando as obras como palanque eleitoral, fazendo apenas publicidade, adiando o início das obras e quem deve pagar a conta será a população, principalmente neste caso, que o valor de R$ 5 milhões, financiado junto a Caixa Econômica Federal e será pago com os impostos arrecadados pelo município a um longo prazo, neste caso a divida ficará para os próximos prefeitos.

Em contato com o prefeito, Enelto disse que parte da drenagem já inicou na parte de baixo, mas não informou quando a asfaltamento vai iniciar. Nossa equipe teve acesso ao projeto inicial e foi constatado que a drenagem iniciada faz parte de outro projeto, que liga os bairros da galeria principal e não deste projeto dos R$ 5 milhões lançados para os bairros Vista do Lago e Jardim dos Estados.

Carregando comentários...
Notícias
Política