Tio e sobrinho são presos pelo furto de oito cabeças de gado em Rio Verde

Conforme Polícia Civil, tio e sobrinho atuaram em conluio para subtrair os animais da fazenda, de modo a ocultá-los no assentamento Fama, até que destinassem a sua venda ilegal.

16/02/2021 às 13:24 | do Idest, JWC

Dois homens de 46 e 21 anos, tio e sobrinho respectivamente, foram presos nesta segunda-feira (15), ao serem surpreendidos pela Polícia Militar transportando, de forma irregular e sem autorização, oito animais de uma fazenda situada no município de Rio Verde de Mato Grosso.

Conforme informações, a PM recebeu denúncia anônima informando sobre um possível furto de gado, em que os autores estariam utilizando uma caminhonete F-4000, e estariam a caminho de propriedade localizada no Assentamento Fama. Em diligências no local, os policiais militares tiveram sucesso em localizar e abordar o veículo.

Um dos ocupantes da caminhonete, o homem de 46 anos se identificou como gerente das fazendas das quais o gado tinha origem e destino, alegando que estaria levando os animais a serviço de seu patrão.

Os policiais militares determinaram que os abordados retornassem com os animais para a fazenda de origem. Ao chegarem próximo da propriedade, onde havia sido embarcado o gado, outro indivíduo, de 21 anos, ao perceber a viatura policial, imediatamente correu e soltou um gado que estava preso no mangueiro.

Após conhecimento dos fatos, a Polícia Civil realizou diligências e constatou que tio e sobrinho atuaram em conluio para subtrair os animais, de modo a ocultá-los no assentamento Fama, até que destinassem com a sua venda ilegal.

O delegado Gabriel Cardoso Gonçalves Barroso deliberou pela liberação do responsável pelo frete, e de um funcionário da fazenda, por entender que não tinham conhecimento da origem ilícita dos animais. “Apesar de terem a possibilidade de compreender que os animais eram transportados de forma irregular, sem qualquer emissão de nota e de forma repentina”, disse.

As investigações continuam para apurar a possível participação de outros envolvidos, bem como o destino do gado.

A pena para o crime de abigeato é de reclusão de dois a cinco anos.

Carregando comentários...
Notícias
Policial