PMA fecha carvoaria e autua dono em R$ 27 mil por incêndio iniciado por queda de forno de carvão

O infrator responderá pelos crimes e poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção.

16/09/2021 às 16:58 | da Redação, Ednilson Paulino Queiroz

Um carvoeiro de 58 anos foi autuado e multado pela Polícia Militar Ambiental (PMA), após constatação de que um incêndio iniciou a partir da queda de um forno de sua carvoaria, localizada no município de Nova Andradina. A carvoaria foi interditada e o carvão apreendido.

Conforme informações, Policiais Militares Ambientais de Batayporã receberam informação do Corpo de Bombeiros, sobre um incêndio que havia ocorrido em uma área rural do Assentamento Teijin. Uma equipe foi ao local e realizou vistoria no dia 14 à tarde e pela manhã de ontem (15), para a determinação da origem e da causa do incêndio. Nos levantamentos ficou evidenciado que o incêndio ocorrera a partir da queda de um forno de uma carvoaria, onde era produzido carvão.

Os Policiais realizaram a aferição da área atingida pelo fogo com uso de equipamento de GPS, que totalizou 22 hectares de área de pastagem. Eles verificaram também que o proprietário da carvoaria, que funcionava com cinco fornos, não possuía licença ambiental da indústria e nem do carvão que estava em processamento nos fornos. O infrator, que é proprietário de um lote no assentamento, confirmou que o incêndio teve origem do forno que desmoronou e se propagou por outros lotes.

O carvoeiro foi autuado administrativamente e foi multado em um valor total de R$ 26.800,00, sendo R$ 4.800,00, por funcionar atividade potencialmente poluidora sem a autorização ambiental e pelo carvão vegetal sem origem, e R$ 22.000,00 por provocar queimada em área agropastoril. O infrator também responderá pelos crimes e poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção.

 

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Policial

O Idest utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.