Homem é condenado a mais de 22 anos de prisão pelo feminicídio de Nicole em São Gabriel

Crime aconteceu em janeiro de 2020.

03/05/2021 às 10:17 | do Idest, JWC

Felipe da Silva Gomes, de 20 anos, foi condenado a 22 anos, quatro meses e dez dias de reclusão, pelo assassinado da adolescente Nicole Teixeira Amorim, de 17 anos, ocorrido em 19 de janeiro de 2020. O julgamento em primeira instancia aconteceu na última sexta-feira (30), no tribunal do júri do Fórum de São Gabriel do Oeste.

Conforme a sentença, Felipe foi condenado a 21 anos e quatro meses de reclusão pelo crime de feminicídio, e mais um ano de detenção e dez dias de multa, por possuir ou manter sob sua guarda arma de fogo em desacordo com determinação legal ou regular.

O regime inicial de cumprimento de pena deverá ser o fechado. Felipe tem o prazo de cinco dias para recorrer da sentença.

Relembre

Felipe confessou com frieza que matou Nicole na residência localizada na rua Menotti Del Picchia, bairro Primo Maffisoni em São Gabriel do Oeste. 

Ele contou que usou cocaína e bebida alcoólica durante a noite e após chegar em casa, discutiu com Nicole sobre uma suposta traição por parte dela e então atirou e fugiu.

Quando foi preso Felipe estava eufórico e contou que havia atirado na esposa. Ele era acompanhado pelo pai que o orientava a se entregar às autoridades.

Nicole foi morta com dois tiros, um deles na cabeça, disparados por Felipe. Foto: Reprodução

Os policiais foram até a residência do casal e quando chegaram Nicole era socorrida pelo pai. No entanto, não resistiu e chegou morta no hospital. O filho do casal, de apenas três meses, estava na residência. Ele não sofreu ferimentos.

A arma usada pelo jovem, uma espingarda calibre 22, foi apreendida.

O casal estava em processo de separação e Felipe relatou que havia prometido sair da casa de forma amigável. Ele relatou ainda que durante a discussão pegou a arma em cima do guarda-roupa e atirou na vítima. Nicole ainda correu e acabou caindo na porta do banheiro. Felipe contou que se aproximou da adolescente e atirou na cabeça da vítima.

Felipe foi preso em flagrante por feminicídio majorado se praticado durante a gestação ou três meses posteriores ao parto. O rapaz tem passagens pela polícia, quando ainda era adolescente, por lesão corporal na direção de veículo automotor, perturbação do sossego alheio, roubo e já esteve internado na Unei Novo Caminho. 

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Policial