Fundesporte idealiza ultramaratona e prova de mountain bike na Estrada Parque Pantanal

Além de competir, os atletas poderão desfrutar das belezas do Pantanal.

27/04/2021 às 07:42 | da Redação

Nos próximos meses, o Governo do Estado, via Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), quer intensificar o desenvolvimento de esportes de aventura no Estado por meio de eventos, como forma de aumentar o número de praticantes e potencializar o setor econômico, turístico, cultural e social.

Uma das propostas é realizar uma competição para dar início ao calendário esportivo de 2022, a depender do cenário da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Estado. Serão três provas simultâneas: ultramaratona de corrida a corta-mato (cross country), ciclismo de montanha (mountain bike/MTB) e duathlon (ciclismo + corrida) na Estrada Parque Pantanal (EPP).

Conforme o Instituto Estadual de Meio Ambiente (Imasul), a EPP possui cerca de 120 quilômetros de estrada de terra, com início na rodovia BR-262 e que passa por 74 pontes de madeira, com aproximadamente 6,8 mil hectares, dos quais 85% pertencem a Corumbá. No trecho há a possibilidade de desfrutar de diversos tipos de paisagens, como serras e campos, de corixos ao Rio Paraguai, além das áreas de inundação sempre repletas de animais silvestres.

Equipe técnica-esportiva da Fundesporte, composta pela assessora especial da presidência, Fabiane de Oliveira Macedo, e pelo gerente da Unidade de Esporte de Participação, Aventura e Lazer (Uepla), Rodrigo Barbosa de Miranda, fez a primeira visita ao local no último final de semana. Servidores da Fundação de Esportes de Corumbá (Funec) e Fundação de Turismo do Pantanal (Fundtur Pantanal) acompanharam a visita, cujo objetivo foi avaliar os critérios que envolvem a prática de esportes de aventura integrada à biodiversidade da fauna e flora pantaneira.

Equipes visitaram os locais onde deverão ser realizadas as provas. Foto: Lucas Castro

Foram apresentadas as condições estruturais, compostas por hotéis e pousadas, e pontos de apoio ao longo da Estrada, além das características ecológicas, direcionadas pelo ciclo das águas e o período da pesca. O objetivo é organizar a competição em três dias consecutivos, sendo dois para o MTB e três para a ultramaratona e duathlon. Assim, os participantes farão as provas por etapas, terão locais para descanso e contemplação da natureza.  

O diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Ferreira Miranda, destaca que o evento vai agregar atletas, natureza e esporte, além de fomentar o setor econômico e turístico. “O esporte é capaz de mover toda uma cadeia produtiva. Então, é uma forma de retomarmos a economia local, especialmente a rede de hotéis e pousadas, impactada diretamente pela pandemia. É um evento que contribuirá para o desenvolvimento da região e para destacar ainda mais as belezas naturais do nosso Pantanal”.

Segundo o titular da Funec, Heliney de Miranda Júnior, Corumbá tem tudo a ver com o esporte de aventura. Ele ainda lembra a parceria de longa data entre Prefeitura e Governo do Estado na organização do Eco Pantanal Extremo. “Para Corumbá, é motivo de bastante satisfação e orgulho ter sempre essa parceria com o Governo do Estado, que há anos vem gerando bons frutos. Esse evento é uma grande sacada da Fundesporte e pode atrair turistas de vários locais do Brasil e até de outros países”.

Outra finalidade é envolver toda a comunidade pantaneira no entorno da Estrada Parque, com participação direta dos povos ribeirinhos, vaqueiros e peões. “É importante sempre trabalhar em cadeia, envolvendo toda a população, principalmente os ribeirinhos, que estão preparados para receber turistas”, salienta a diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal (Fundtur Pantanal), Elisângela Oliva.

A visita técnica na Estrada Parque Pantanal também contou com a presença de dois membros da Fundtur Pantanal: o gerente de Políticas de Turismo, Carlos Augusto Espíndola, e assessor executivo, Luiz Francisco Valdonado.

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Esporte