IFMS seleciona mais de 500 trabalhos para feiras científicas em dez municípios

Feiras serão realizadas virtualmente pelos dez campi nos dias 19 e 20 de outubro, como parte da programação da Semana de Ciência e Tecnologia.

06/10/2020 às 13:37 | da Redação

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) divulgou na última sexta-feira (02), a relação de trabalhos selecionados para a edição 2020 das Feiras de Ciência e Tecnologia, organizadas pelos dez campi da instituição. As feiras fazem parte da programação da Semana de Ciência e Tecnologia 2020 e serão realizadas em formato virtual, nos dias 19 e 20 de outubro.

Este ano, foram selecionados mais de 500 trabalhos de estudantes dos municípios de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas e de cidades que fazem parte da área de abrangência dos campi do IFMS.

“Esses mais de 500 trabalhos demonstram que, apesar da pandemia, nossos professores acreditam na pesquisa e nos jovens pesquisadores, estudantes, na construção de um mundo melhor; toda a comunidade poderá acompanhar as pesquisas apresentadas em ambiente virtual”, destacou o diretor de Pesquisa do IFMS, Pablo Salomão.

A lista completa dos trabalhos selecionados pode ser consultada na Central de Seleção do IFMS e na página das Feiras.

Trabalhos - Foram desenvolvidos por estudantes dos níveis fundamental (6º ao 9º ano), médio e técnico integrado de nível médio, de escolas das redes pública e privada, e serão apresentados nas seguintes feiras:

  • Feira de Ciência e Tecnologia de Aquidauana (Feciaq)
  • Feira de Ciência e Tecnologia de Campo Grande (Fecintec)
  • Feira de Ciência e Tecnologia do Pantanal em Corumbá (Fecipan)
  • Feira de Ciência e Tecnologia de Coxim (Fecitecx)
  • Feira de Ciência e Tecnologia da Grande Dourados (Fecigran)
  • Feira de Ciência e Tecnologia da Região Sudoeste em Jardim (Fecioeste)
  • Feira de Ciência e Tecnologia de Naviraí (Fecinavi)
  • Feira de Ciência e Tecnologia de Nova Andradina (Fecinova)
  • Feira de Ciência e Tecnologia da Fronteira de Ponta Porã (Fecifron)
  • Feira de Ciência e Tecnologia de Três Lagoas (Fecitel)

Os trabalhos estão divididos pelas seguintes áreas: Ciências Biológicas e da Saúde; Ciências Exatas e da Terra; Ciências Humanas; Sociais Aplicadas e Linguística; Ciências Agrárias e Engenharias: e Multidisciplinar - projetos com mais de uma área de conhecimento predominante.

A partir de 19 de outubro, os trabalhos estarão disponíveis para "visitação" na página da Semana de Ciência e Tecnologia 2020. Além do resumo, o público poderá conferir vídeos gravados pelos estudantes sobre o assunto pesquisado.

Avaliação - Será feita por uma comissão formada por professores e pesquisadores de universidades, institutos federais, escolas públicas e privadas, instituições de pesquisa, entre outros órgãos.

Cada campus adotará um modelo específico de avaliação, sendo que em algumas feiras haverá reuniões virtuais entre o avaliador e os autores do trabalho; e em outras, os avaliadores irão receber o material do trabalho - o que inclui o resumo expandido, o relatório e o vídeo de apresentação - para fazer a análise dos critérios de avaliação.

Certificação e premiação - Todos os autores dos trabalhos receberão certificado de participação, que deverá ser retirado no campus responsável pela organização da feira onde o trabalho foi credenciado.

Os trabalhos serão classificados e premiados nas seguintes categorias:

  • 1º, 2º e 3º lugares dos projetos de nível médio ou técnico integrado de nível médio de cada uma das cinco áreas do conhecimento;
  • 1º, 2º e 3º lugares dos projetos de nível fundamental;
  • melhor vídeo;
  • melhor relatório; e
  • melhor projeto na categoria nível médio/técnico.

Cada campus realizará uma cerimônia virtual específica de premiação. A previsão é que no dia 23 de setembro, a Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Propi) realize uma cerimônia, com transmissão pelo Youtube do IFMS, para premiar os melhores trabalhos de cada feira científica.

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Educação