Com pavimentação da MS-223, viajar entre Costa Rica e Figueirão ficou mais seguro

A obra era reivindicada há décadas pelos moradores da região.

24/11/2021 às 11:27 | da Redação, Mireli Obando

Há três meses trafegar pela MS-223 ficou muito mais seguro e a viagem menos demorada, depois que o Governo do Estado entregou, no início de fevereiro, a pavimentação do trecho de 61 quilômetros dessa rodovia entre Costa Rica e Figueirão. A obra era reivindicada há décadas pelos moradores da região.

Com investimento de R$ 99,9 milhões, a pavimentação da MS-223 beneficia Costa Rica, Figueirão, Camapuã, Chapadão do Sul, Cassilândia e Sonora, e ainda integra Mato Grosso do Sul com Goiás, Mato Grosso e o Distrito Federal. A obra também encurta a distância entre Costa Rica e Campo Grande em cerca de 90 quilômetros.

Além da integração, do ganho de tempo e da segurança, a intervenção rodoviária na região traz reflexos positivos na economia local, sustentada pela agricultura e pecuária, e com grande potencial turístico. O empreendimento amplia a malha viária estadual pavimentada e abre uma nova opção de escoamento da produção – boi, grãos, milho, cana-de-açúcar e algodão.

“É um privilégio poder andar nessa estrada. Passo quase que diariamente nesse trecho e está muito mais fácil e prático do que antes, quando era só poeira e buraco”, contou o representante comercial Rogério Borges Queiroz, de 33 anos, que mora em Camapuã. “Trabalho no meu próprio carro e agora evito até o desgaste dele”, completou.

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Cidades

O Idest utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.