Chuva com vento a 47km/h provoca falta de energia e queda do muro do lixão em São Gabriel

Segundo o Cemtec, as primeiras chuvas da primavera normalmente são rápidas, intensas e de rápida dissipação, podendo causar prejuízos a população.

13/10/2020 às 18:02 | do Idest, JWC

São Gabriel do Oeste teve pancada de chuva rápida na tarde desta terça-feira (13), acompanhada de vento que chegou a atingir 47 quilômetros por hora, considerado moderado a forte, segundo informações do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec). Parte da cidade chegou a ficar sem energia por cerca de duas horas.

Nossa equipe entrou em contato com a Energisa, que através de nota esclareceu que a interrupção no fornecimento de energia ocorrida na tarde desta terça-feira foi provocada por descargas atmosféricas depois da chuva que atingiu a região. "Equipes da concessionária foram mobilizadas e em torno de duas horas, a energia foi restabelecida na totalidade para mais de 1400 clientes", segundo a Energisa.

Também devido a velocidade do vento, caiu parte do muro do lixão. Nossa equipe entrou em contato com a Prefeitura Municipal e fomos informados que o setor responsável fará notificação e justificativa técnica para a responsabilização da empresa, que é responsável pela obra, segundo a lei do Instituto Brasileiro de Auditoria de Obras Públicas (Ibraop) por cinco anos, além da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) do engenheiro.

Segundo a especialista em meteorologia, Franciane Rodrigues, o volume de chuva não foi registrado nas estações de monitoramento, porém, imagens de satélite mostraram atividade de nuvens entre Rio Verde e São Gabriel do Oeste, com chuva moderada a forte na região.

Franciane destaca também que nos próximos dias há risco de evento adverso em todo o estado, ocorrendo de forma local a depender das condições atmosféricas locais como chuvas intensas, raios, ventos fortes e granizo. As primeiras chuvas da primavera normalmente são rápidas, intensas e de rápida dissipação, podendo causar prejuízos a população.

Recomendações

Confira abaixo algumas recomendações do Cemtec em casos de evento adverso:

  • Em caso de ventos fortes: não estacionar embaixo de árvores, placas de propaganda e torres de transmissão, pois há risco de queda.
  • Em caso de chuvas fortes: Jamais permita que alguém suba nos telhados após a chuva, há risco de queda; não enfrente pontos de alagamentos ou enxurradas temporárias, procure rotas alternativas; se estiver no trânsito, procure lugar seguro e espere a chuva passar. Caso não conseguir, dirija sempre devagar, acenda farol baixo, mantenha distância de veículos a sua frente.
  • Em caso de raios: Evite estar em local aberto; não se abrigue embaixo de árvores; não esteja próximo a cercas de metal; esteja calçado; desligue eletroeletrônicos da tomada; não fique em pontos altos como morros ou topos de prédios; não se abrigue embaixo de estruturas metálicas.
  • Em caso de granizo: Colocar papelão para forrar por dentro o para-brisa do carro. Isso evita que, em caso ocorra quebra do vidro por granizo, os cacos machuquem ocupantes. Após a chuva de granizo, o piso fica escorregadio, recomenda-se cuidado ao se deslocar.

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Cidades