Produtores de São Gabriel do Oeste aderem a programa para produzir com sustentabilidade

Com inicio do programa, produtores observaram oportunidades de melhorias na propriedade, que foram analisadas e planejadas para a execução.

12/04/2021 às 13:12 | do Idest, JWC

Com o objetivo de tornar a fazenda Zilmar, em São Gabriel do Oeste, numa propriedade modelo em sustentabilidade, os produtores Gerusa Catelan Trivelato e João Trivelato Neto aderiram ao programa Produzindo Certo.

A Fazenda Zilmar produz hoje cerca de 1.500 hectares de soja e milho. Seus proprietários destacam que estão sempre em busca de alternativas para produzir com qualidade e sustentabilidade.

Gerusa contou ao Idest que com o início do programa observou-se oportunidades de melhorias na propriedade, que foram analisadas e planejadas para a execução.

Parte da equipe de funcionários da propriedade. Foto: Divulgação/arquivo

“Podemos destacar as ações alcançadas na área de gestão de segurança e saúde do trabalhador, intensificando os treinamentos e orientações para prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais”, disse a produtora rural.

Além disso, os produtores também realizaram investimentos na parte estrutural da fazenda, visando à segurança e o bem-estar dos funcionários.

“Todos os trabalhos que foram e serão realizados têm por objetivo tornar a Fazenda Zilmar uma referência em produtividade com sustentabilidade, e o Programa Produzindo Certo vem de encontro com os nossos objetivos e projetos futuros”, destaca Gerusa.

O Produzindo Certo é desenvolvido pela Organização Não Governamental (ONG) Aliança da Terra, nele, grandes multinacionais, que querem entender melhor sua cadeia de fornecimento, custeiam assistência técnica para propriedades parceiras, com isso, os técnicos da Produzindo Certo visitam a fazenda e levantam todas as informações que dizem respeito à sustentabilidade da propriedade rural. Esses dados são lançados dentro de uma aplicação e processados por Inteligência Artificial que gera um placar (score) e um plano de ação, que aponta os itens mais críticos a serem trabalhados.

Carregando comentários...
Notícias
Agronegócio