Nova cooperativa vai construir granjas para terminação de 56 mil suínos em Jaraguari e Corguinho

Novos empreendimentos atuarão em sistema de produção integrada com a unidade da indústria Aurora, de São Gabriel do Oeste.

12/11/2021 às 13:37 | da Redação, Marcelo Armôa

Mais oito granjas integradas para terminação de suínos serão construídas em Mato Grosso do Sul, dando sequência ao trabalho do Governo do Estado para atração de investimentos em suinocultura por meio de cooperativas. A Cooperativa de Produção e Consumo Concórdia (Copérdia), sediada em Santa Catarina, vai construir sete granjas no município de Jaraguari e 1 em Corguinho, em sistema de produção integrada com a unidade da indústria Aurora, de São Gabriel do Oeste.

Os oito projetos de integração de suinocultura da Copérdia foram aprovados nesta sexta-feira (12) em reunião ordinária do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (CEIF-FCO) e totalizam um investimento total de R$ 14.366.579,00 para a terminação de 56.970 suínos/ano, com os recursos do FCO liberados pelo BRDE.

“Hoje aprovamos oito cartas consultas da cooperativa Copérdia, dentro da nossa política de desenvolvimento da suinocultura no Estado. Esse é um projeto resultado do nosso Programa Estadual de Desenvolvimento e Fortalecimento do Cooperativismo de MS, o Procoop, e segue a lógica que nós acertamos com a Aurora, de promover o encadeamento produtivo para outros municípios, com mais sistemas integrados para viabilizar a ampliação da indústria”, comentou o titular da Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, que preside o CEIF-FCO.

O titular da Semagro lembra que, “junto com o governador Reinaldo Azambuja, estivemos em Santa Catarina apresentando as oportunidades de investimento em Mato Grosso do Sul e, por meio do Procoop, nós atraímos a Copérdia para o nosso Estado. Serão 7 granjas em Jaraguari e 1 em Corguinho que vão terminar mais de 56 mil suínos por ano. Esse é o cumprimento do papel do FCO, que é o levar o desenvolvimento aos municípios”.

O montante de R$ 1,718 bilhão disponível no FCO para Mato Grosso do Sul em 2021 já foi totalmente contratado para financiar empreendimentos nos setores Rural e Empresarial no Estado. “Aplicamos 100% do recurso. Hoje, não temos mais espaço orçamentário para fazer mais contratações. Estamos trabalhando com todas as propostas que já estão dentro, tanto que na reunião de hoje, só tratamos do crédito disponível por meio das cooperativas de crédito”, finalizou o secretário.

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Agronegócio

O Idest utiliza cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.