anunciante ads patrocinio

Mato Grosso do Sul, 20 de agosto de 2022

Circuito Brasileiro de Volei de Praia começa em casa para atletas de MS

Campo Grande é sede da 7.ª etapa do circuito aberto e TOP 8, até 31 de julho.
27/07/2022 às 16:22
Correio do estado, Leo Ribeiro
(Marcelo Victor/ Correio do Estado)

Até 31 de julho, Campo Grande será palco da sétima etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia - aberto e TOP 8 -, com jogos realizados no Parque das Nações Indígenas, e atletas de várias regiões do Brasil, além dos pratas da casa. 

Diversos atletas já entraram nas areias do Parque das Nações nesta quarta-feira (27), primeiro dia de evento, em jogos mata-mata que já classificou atletas de Mato Grosso do Sul para a próxima fase, assim como deixou outros pelo caminho. 

Os primeiros a entrar em quadra, no período da manhã, foram os homens. Dos sul-mato-grossenses que passaram para a próxima fase estão as duplas Jean Jhonatan (atual n.º 29 do ranking); e Marlon e Alex (n.º 40), com ambos vencendos suas partidas por 2 sets a zero. 

Além deles, Douglas Calepes, que faz dupla com o carioca Ramos, também conquistou a partida por 2 sets a 0, em cima da dupla sul-mato-grossense Angolano e Sorriso. 

Outras dupla sul-mato-grossenses, Deivison e Nilton, assim como Rafael e Luis Claudio, não passaram pela classificatória e ficaram pelo caminho. 

Durante todo dia as partidas acontecem no Parque das Nações Indígenas, sendo que os tão esperados jogos pelo TOP 8, estão marcados para começar no dia 29 (sexta-feira). 

Jogando em casa

Ana Carolina dos Santos, 22, nascida em Três Lagoas, é uma das sul-mato-grossenses que seu deu bem nessa primeira manhã de competição. 

"Jogar em casa, porque sou do interior, é muito bom, com a torcida ainda a favor o primeiro jogo foi tranquilo. Agora é ir para a disputa e passar, ganhar a vaga pra amanhã", comentou a atleta. 

Sobre o impacto de uma etapa do circuito brasileiro, Ana aponta que, a simples realização pode ser inspiradora para aqueles sul-mato-grossenses que dão seus primeiros saques e cortadas, no vôlei de praia.

"Representa muito. Até mesmo para os novos atletas, que estão começando agora, virem prestigiar os atletas profissionais que estão jogando, os olímpicos que estão aqui também... é muito bom, porque eles tem uma visão mais ampla de como é", afirma. 

Aos 14 anos de idade, com o vôlei entrando na sua vida ainda aos sete anos, foi a própria Ana Beatriz quem decidiu dar os primeiros passos no esporte e que, apesar da idade, já está "correndo" pelos circuitos desde 2019. 

"Maravilhoso né? A torcida aqui e o sabor de estar em casa, também é outra outra coisa", comenta ela, que - ao lado da colega paulista de mesmo nome - infelizmente deixaram a etapa na primeira partida, após derrota de dois sets a zero. 

Ana Carolina cita ainda que espera torcer, no Parque das Nações, para os "prata da casa". "Torcer para a dupla da casa, né. Vic (Victória Lopes Pereira Tosta), o Arthur, Simon e os amigos que vão jogar também" , pontua. 

Semelhante, a campo-grandense de 14 anos conta que a intenção é prestigiar todos os cinco dias da 7.ª etapa do Circuito Brasileiro do Vôlei, citando inspirações e atletas favoritas que pretende acompanhar o desempenho. 

"Ah, eu quero assistir todos, se possível. Principalmente TOP 8, que minhas maiores inspirações estão lá. Tenho [favoritos], a Duda, Ana Patrícia e Vic (Victória Lopes)", cita ela. 

Aninha, ao ver e jogar na arena montada, diz que esse é um espaço que gosta de estar, e acredita que os visitantes irão se sentir da mesma forma. 

"Os maiores atletas, estão aqui. Que venham prestigiar esse evento, que não é muito normal de acontecer aqui, porque rodam todas as cidades do Brasil... quando vêem aqui, é legal prestigiar", completa.

Ela revela que, após essa etapa, a ideia é continuar evoluindo visando os demais caendários durante o ano. "Busca evoluir sempre, pois tenho um campeonato brasileiro agora sub-dezenove em Natal", expõe. 

Por fim, Ana Carolina estende também o convite ao sul-mato-grossense para prestigiar a estrutura montada para o evento. 

"Venham torcer pelo sul-mato-grossense aqui. A estrutura que eles fazem é sempre muito boa, tenho certeza que todo mundo vai gostar", finaliza.

Continue lendo