Reunião do Bolsa Família esclarece dúvidas dos beneficiários em São Gabriel

Imagem: Divulgação Assessoria

Toda a equipe da Secretaria de Assistência Social esteve no local, esclarecendo dúvidas e atualizando informações do Cadastro Único - CadÚnico.

14/11/2017 às 11:14 | da Assessoria

A Secretaria de Assistência Social de São Gabriel do Oeste realizou a 2ª Reunião Ampliada com beneficiários do programa Bolsa Família em 2017, evento ocorrido na tarde da última sexta-feira (11), no Salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora Aparecida no bairro Jardim Gramado.

 

 

Diversas informações foram repassadas durante o evento, principalmente orientações e avisos sobre habitação, informações sobre o funcionamento da coleta seletiva, informações sobre a campanha Novembro Azul e outras questões dedicadas ao público da rede socioassistencial, além disso foi realizado a pesagem das crianças.

 

 

Outro assunto de cunho social abordado foi a Proposta Orçamentária da União que prevê o corte das despesas dos serviços, programas, projetos da Assistência Social e das despesas dos benefícios destinados as pessoas idosas e com deficiência.

 

 

 

Toda a equipe da Secretaria de Assistência Social esteve no local, esclarecendo dúvidas e atualizando informações do Cadastro Único - CadÚnico.

 

As reuniões ampliadas acontecem periodicamente e todos os beneficiários devem participar, pois se trata de uma das condicionalidades do programa Bolsa Família. As condicionalidades são os compromissos assumidos tanto pelas famílias beneficiárias do programa, quanto pelo poder público para ampliar o acesso desse público a seus direitos sociais básicos.

 

Programa Bolsa Família

 

O Programa Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza. O Bolsa Família integra o Plano Brasil Sem Miséria, e está baseado na garantia de renda e no acesso aos serviços públicos.

 

O Bolsa Família possui três eixos principais: a transferência de renda promove o alívio imediato da pobreza; as condicionalidades reforçam o acesso a direitos sociais básicos nas áreas de educação, saúde e assistência social; e as ações e programas complementares objetivam o desenvolvimento das famílias, de modo que os beneficiários consigam superar a situação de vulnerabilidade.

 

 

Todos os meses, o governo federal deposita uma quantia para as famílias que fazem parte do programa. O saque é feito com cartão magnético, emitido preferencialmente em nome da mulher. O valor repassado depende do tamanho da família, da idade dos seus membros e da sua renda. Há benefícios específicos para famílias com crianças, jovens até 17 anos, gestantes e mães que amamentam.

Carregando comentários...
Notícias
Variedade