Municípios da região Caminho dos Ipês participam do plano de marketing turístico

Imagem: Débora Bordin

Após a elaboração do plano estratégico e plano operacional, as ações serão validadas pelo poder público e inciativa privada.

19/05/2017 às 14:58 | da Redação, Débora Bordin

Os municípios de Campo Grande, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Jaraguari, Nova Alvorada do Sul, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rochedo, Sidrolândia e Terenos, prestigiaram, nessa quinta-feira (18), a Oficina Participativa de elaboração do Plano de Marketing de Campo Grande e Região Caminho dos Ipês. O evento aconteceu no Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul, na Capital.

Na ocasião, foram apresentados de forma resumida os dados do diagnóstico da situação atual e do mercado turístico potencial, definição dos objetivos e estratégias do plano desenvolvido com investimentos do Programa Regional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), por meio da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur) e do Ministério do Turismo.

Segundo o diretor-presidente da Fundtur, Bruno Wendling, o plano é um instrumento de planejamento a ser utilizado pelos municípios com oferta turística. “A gestão pública municipal e a iniciativa privada precisam se apropriar do plano e utilizá-lo de fato para que a região turística se estruture, se consolide e então possa ser promovida para o mercado”, pontuou.

Após a etapa de elaboração do plano, pesquisa, levantamento de informações relativas à região turística, oficinas participativas, haverá a entrega do diagnóstico estratégico com quatro estratégias a serem trabalhadas: ampliar a participação no mercado atual com o produto atual da região, trabalhar o produto atual em um novo mercado, criar um produto novo e inseri-lo no mercado atual e criar uma estratégia para um produto novo em um novo mercado de atuação.

A secretária de Cultura e Turismo de Campo Grande, Nilde Brun, agradeceu ao Governo do Estado de MS pelo projeto que vai favorecer não só a capital, mas todos os municípios que fazem parte da região Caminho dos Ipês. “Precisamos mostrar para as pessoas o turismo que nós temos. Precisamos provocar o desejo, o inconsciente do turista para visitar os atrativos da nossa região. Mas, para isso, necessitamos de um direcionamento e o plano de marketing vai dar esse norte pra nós, vai nos mostrar um caminho e nos dizer o que devemos fazer”, ressaltou.

Após a elaboração do plano estratégico e plano operacional, as ações serão validadas pelo poder público e inciativa privada. A previsão de entrega do Plano de Marketing de Campo Grande e Região Caminho dos Ipês é em dezembro de 2017.

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Variedade