Desafio da rasteira pode causar lesões irreversíveis, diz Sociedade Brasileira de Neurocirurgia

Imagem: Reprodução

Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul divulga vídeo sobre o desafio.

14/02/2020 às 08:18 | da Redação com G1RN

A Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) emitiu uma nota alertando pais e educadores sobre o perigo da "brincadeira quebra-crânio" ou "desafio da rasteira", que viralizou nas redes sociais, nesta semana. Na terça-feira (11), vídeos em que adolescentes aplicam rasteiras uns aos outros começaram a circular na internet, o que preocupou pais e mães neste período de início de ano letivo.

A nota da SBN reforça que o "desafio", que provoca uma queda brutal, pode causar lesões irreversíveis ao crânio e à coluna vertebral. "A vítima pode sofrer danos no desempenho cognitivo, fratura de vértebras, perder movimentos do corpo e até morrer".

A nota da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia afirma que "o que parece ser uma brincadeira inofensiva, é gravíssimo e pode terminar em óbito. Os responsáveis pela “brincadeira” de mau gosto podem responder penalmente por lesão corporal grave e até mesmo homicídio culposo. Deste modo, como sociedade, pais, filhos e amigos, devemos agir para interromper o movimento e prevenir a ocorrência de novas vítimas. Acompanhar e informar/educar sobre a gravidade dos fatos, pode ser a primeira linha de ação."

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul também alerta sobre o desafio, um vídeo foi gravado onde os bombeiros passam mensagem destacando que "não compartilha com este tipo de brincadeira". Confira: 

Carregando comentários...
Notícias
Saúde