Produtores da região norte de MS se mobilizam contra aumento na alíquota do Fundersul

Proposta do Governo do Estado enviado à Assembleia Legislativa propõe aumento que pode chegar até a média de 40%, e produtores rurais protestaram contra a situação.

09/11/2019 às 12:16 | do Idest, JWC

Produtores da região norte de Mato Grosso do Sul através de seus sindicatos rurais se reuniram na manhã deste sábado (09) em São Gabriel do Oeste para discutir sobre o aumento nas alíquotas de arrecadação do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviária do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundersul), proposto pelo Governo do Estado e encaminhado aos deputados estaduais para votação.

Na reunião, que contou com a presença dos presidentes dos sindicatos rurais de São Gabriel do Oeste, Jaraguari, Camapuã, Coxim, Pedro Gomes, Alcinópolis, Figueirão, Rio Verde e Chapadão do Sul, os produtores foram unanimes em demonstrar a preocupação em relação a atitude do Governo do Estado.

“O Governo Federal vem divulgando que a política do governo é reduzir e até eliminar alguns tributos, já o nosso governador propõe justamente o contrário, e ele sabe que quem o elegeu, tanto no primeiro como no segundo mandato, foi o agronegócio, e durante a campanha ele pregou que teria um cuidado especial com o setor, então nos preocupa essa atitude. Por isso os Sindicatos da região norte estão se mobilizando e tiramos um documento onde repudiamos essa atitude”, explicou o presidente do Sindicato Rural de São Gabriel do Oeste, Vilson Brusamarello.

Os produtores rurais definiram também informar aos deputados estaduais o posicionamento da categoria, onde vão se mobilizar para que os parlamentares vejam que a proposta do Governo do Estado vai na contramão do que a sociedade escolheu nas últimas eleições, que é um estado mínimo, enxuto e que diminui suas despesas. “Vamos conversar com todos os deputados estaduais informando para eles das consequências se esse tributo for aprovado”, disse Vilson.

O presidente do Sindicato Rural de São Gabriel também convoca toda a população para participar do movimento contra a aprovação do projeto. “Estamos convidando toda a sociedade para participar desse movimento, porque, com certeza, quem vai pagar a conta é a sociedade, pois, com aumento dos tributos certamente haverá aumento no preço dos produtos e a comida que chega à mesa das pessoas certamente vai ficar mais cara, então, todos vão ser afetados caso esse projeto do Governo do Estado seja aprovado na Assembleia”, disse Vilson Brusamarello.

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Política