Camapuã: Vereadores questionam prefeito por aumento de gasto com folha de pagamento

Imagem: Etevaldo Vieira/Camapuã News

Vários legisladores destacaram em suas falas o acréscimo de aproximadamente 60% no gasto com pessoal no mês de maio em relação ao primeiro mês de 2017, conforme relatou o vereador Aloizio Targino (PSB).

19/06/2017 às 08:31 | da Assessoria

A décima quarta sessão do Legislativo Camapuanense, realizada na última terça-feira (13), no Plenário Deusdete Ferreira Paes, foi marcada pela cobrança dos vereadores quanto ao aumento nos gastos com folha de pagamento por parte do Executivo Municipal, vários legisladores destacaram em suas falas o acréscimo de aproximadamente 60% no gasto com pessoal no mês de maio em relação ao primeiro mês de 2017, conforme relatou o Vereador Aloizio Targino (PSB).

O vereador Lellis Ferreira (PMDB), cobrou a limpeza das margens das ruas dos bairros da cidade, muitos galhos de árvores e lixo em geral. Cobrou ainda uniformes para os guardas noturno das repartições públicas, pois eles temem que possam ser confundidos pela própria polícia com bandidos já que não possuem identificação alguma

A vereadora Drª Marcia Pereira (PMDB), solicitou um portal com placas identificando a entrada e saída do Distrito da Pontinha do Cocho. Solicitou também que olhem para o transporte público escolar, os ônibus que têm não estão dando conta da demanda e muitos alunos perdendo aula por falta de transporte.

O vereador Pedrinho Cabeleireiro (PR), fez várias cobranças ao Executivo, uma delas foi sobre a locação de vários veículos por parte da prefeitura, gerando altos gastos ao cofre público. Cobrou também a operação tapa buracos que se iniciou e logo após foi interrompida sem explicação à população, conforme o vereador alguns lugares abriram o buraco para depois tapar e não voltaram mais, o parlamentar completou dizendo que está se gastando muito dinheiro com coisas que não são urgentes e outras que são importantes estão ficando de lado.

O vereador Aloizio Targino (PSB), também fez várias reclamações, uma delas foi em relação ao gasto com a folha de pagamento que de janeiro de 2017 até maio teve um aumento de aproximadamente 60% sendo que na campanha eleitoral o então candidato a prefeito pregava em sua campanha a contenção de gastos e está fazendo totalmente o contrário. Questionou ainda que apesar do aumento na folha de pagamento continua a falta de funcionários nos postos de saúde, como enfermeiros, médicos e recepcionistas. A não apresentação da contraproposta salarial também foi lembrada novamente pelo vereador, apresentação esta que por lei deveria acontecer em maio. O vereador encerrou reiterando que os alunos da rede pública ainda não receberam uniforme e nem material escolar.

O vereador Chitão (PTB), cobrou a falta de comprometimento do secretário da Agesul local que está com as máquinas á três quilômetros de uma área que necessita urgentemente de manutenção e não o faz. Cobrou também a Secretaria de Educação do Estado sobre a falta de estrutura da Escola Agrícola do município Marcio Elias Nery pois a mesma não tem zelador, guarda, não tem mangueiro para dar suporte ao curso de Técnico em Agropecuária e outros, além da necessidade de mais cursos para a escola que hoje conta somente com Técnico em Informática e Técnico em Agropecuária, cursos como sangramento de seringueira pois logo o município irá começar uma grande produção deste produto em uma área particular. O vereador Chitão cobrou também o secretário de obras de Camapuã, Wilson Catarino, que prometeu enviar as máquinas para a região da fazenda Império para manutenção de estradas e não enviou, conforme o parlamentar os produtores da região estão cobrando devido as péssimas condições das vias, não conseguem embarcar gado para o abate.

O vereador Hugo Bomfim (DEM), comentou que um bom governo sabe o que tem que ser feito, tem que ter planejamento pois não há dinheiro suficiente para fazer tudo, por isso tem que atender as necessidades, mostrou muita preocupação com a atual administração que até agora não sinalizou nada no sentido de eliminar despesas, pelo contrário, está aumentando a folha de pagamento e deixando as necessidades da população de lado, não foi visto nenhuma portaria ou decreto por parte do Executivo em relação a contenção de despesas e foi isso que o atual prefeito pregou em sua campanha, relatou que há muita pobreza em Camapuã e um déficit habitacional muito grande e não se vê perspectivas em relação a uma melhora deste cenário, nada sendo feito para a população de baixa renda que não tem condições de financiar uma casa. Enfatizou que a economia do município gira em torno da pecuária e não se vê nada por parte do poder público em relação a melhoria de estradas e manutenção de pontes, prejudicando assim o escoamento da produção agrícola e pecuária, finalizou que já foi arrecadado milhões de impostos no município e só aumentam as despesas.

Carregando comentários...
Notícias
Política