São Gabriel: Justiça decreta prisão preventiva de acusado de matar e jogar corpo em poço

Imagem: do Idest, JWC - arquivo

O crime aconteceu no dia 26 de março no distrito de Ponte Vermelha, em São Gabriel do Oeste.

19/05/2017 às 10:41 | CGNews

A Justiça decretou a prisão preventiva de Jean Lima Arruda, acusado de matar Welton Rodrigues de Souza, de 40 anos, e jogar o corpo dentro de um poço para escondê-lo. O crime aconteceu no dia 26 de março no distrito de Ponte Vermelha, em São Gabriel do Oeste.

Jean teve ajuda de Wilson Félix Pereira, 41 anos, e Evandro Moreira da Silva, de 35 anos para cometer o assassinato. O trio trabalhava no corte de eucalipto em uma fazenda e se desentenderam com a vítima.

Welton foi morto a pauladas e teve o corpo carbonizado antes de ser jogado no poço.

A Justiça já havia decretado a preventiva de Wilson e Evandro, que foram encontrados e presos pouco tempo depois do homicídio. Jean foi localizado no dia 28 de março pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-163.

Em depoimento, o trio confessou o crime. Eles foram indiciados por homicídio qualificado com ocultação de cadáver.

Ao decretar a prisão preventiva de Jean, que vale por tempo indeterminado, o desembargador relator do processo Geraldo de Almeida Santiago considerou o fato de que uma vez solto, havia o risco de Jean cometer novos crimes e fugir e a decisão foi tomada como garantia da ordem pública.

Carregando comentários...
Notícias
Policial