Réu preso no PR participa de audiência em São Gabriel do Oeste por videoconferência

Imagem: Divulgação TJMS

Foi concedida liberdade provisória ao acusado.

09/02/2019 às 08:13 | da Redação
Pela primeira vez, nesta sexta-feira (08), a comarca de São Gabriel do Oeste realizou uma audiência por meio de videoconferência com outro estado da federação. De acordo com os autos, o réu S.R.B está sendo acusado por tentativa de homicídio, supostamente praticada contra seu cunhado.
 
Consta dos autos que no dia 28 de março de 2003, por volta das 21h30, no bairro Jardim Gramado, em São Gabriel do Oeste, por motivo fútil e agindo com vontade de matar, o réu atingiu a vítima com um golpe de punhal, que não morreu. 
 
De acordo com o processo, o réu morava "de favor" na casa da vítima e, no dia do crime, ambos discutiram em razão de uma bicicleta, de propriedade de réu.
 
Narra a denúncia que, com vontade de matar, motivação fútil e desarrazoada, o réu acertou um golpe de punhal na barriga da vítima, que não morreu porque a esposa impediu que o réu continuasse desferindo os golpes. Depois da tentativa de homicídio, o réu fugiu do local. 
 
O acusado foi preso no município de Guaíra (PR), após longo período de suspensão do processo por ausência de sua localização, e hoje foi realizada audiência pelo sistema Nacional de Videoconferência, disponibilizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
 
Os servidores Lucimara Romão e Fernando Ribeiro, chefe de cartório da 1ª Vara e ATI da comarca, respectivamente, entraram em contato com a comarca paranaense, testaram o sistema disponível do site do CNJ, permitindo que a juíza Samantha Ferreira Barione, o promotor Daniel Higa de Oliveira e a defensora pública Anna Claudia Rodrigues Santos realizassem a audiência . 
 
“Com a audiência, realizada por videoconferência, foi possível encerrar a instrução e conceder liberdade provisória ao acusado, dispensando o recambiamento programado pela Polinter (MS) para ser realizado em março, poupando, assim, recursos do Estado de Mato Grosso do Sul, e prestigiando o cumprimento das metas do CNJ e do TJMS”, explicou a juíza.
Carregando comentários...
Notícias
Policial