Coxim: PMA autua agrônomo, arquiteto e empresário mineiros por capturar pescado acima da cota

26 quilos de pescado foram apreendidos.

29/06/2020 às 14:37 | da Redação

Policiais Militares Ambientais de Coxim receberam no quartel nesta segunda-feira (29) três turistas mineiros, em um veículo Mitsubishi Triton, com uma caixa contendo pescado que teriam capturado no rio Taquari, na região do Barranco Vermelho, para procedimento de vistoria e lacre dos peixes.

Foto: Divulgação PMA

Quando desceram a caixa para vistoria e lacre obrigatória para o transporte de pescado em Mato Grosso do Sul, os Policiais verificaram que havia 80 exemplares de peixes todos nativos pertencentes às espécies Piraputanga, Jurupoca, Piau, Jurumpensen e Mandi, pesando 26 quilos, portanto, acima da cota permitida. Além disso, um exemplar de piraputanga apresentava-se abaixo da medida permitida pelas normas. Os pescadores afirmaram não saber que a cota era de apenas um exemplar de peixe nativo por pescador, mais cinco exemplares de piranha.

Foto: Divulgação PMA

O pescado ilegal e o veículo foram apreendidos. Os pescadores, de 30, 38 e 45 anos, residentes em Moema (MG) responderão por crime ambiental de pesca e transporte de produto da pesca predatória. A pena é de um a três anos de detenção. Eles também foram autuados administrativamente e multados em R$ 1.220,00 cada um, perfazendo R$ 3.660,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas depois de periciado.

Carregando comentários...
Notícias
Policial