Camapuã: PMA autua dono de madeireira em R$ 2,1 mil por transporte de carga de madeira ilegal

Imagem: Divulgação PMA

O infrator também responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá receber pena de seis meses a um ano de detenção.

17/04/2017 às 07:25 | do Idest, JWC

Um proprietário de uma madeireira de Camapuã, foi autuado e multado em R$ 2,1 mil por uma equipe da Polícia Militar Ambiental de São Gabriel do Oeste, que trabalha na operação Semana Santa, em razão de uma carga de madeira sendo transportada ilegalmente. A abordagem do caminhão Ford Cargo, foi realizada pela Polícia Militar na tarde do sábado (15), que acionou a PMA devido a suspeita da irregularidade.

Segundo informações da PMA de São Gabriel do Oeste, Policiais Militares trabalhavam com fiscais da Secretaria de Fazenda, no município de Camapuã, e em razão da abordagem de um caminhão Ford Cargo, com carga de madeira suspeita de estar sendo transportada ilegalmente, acionaram a PMA, que foi ao local e verificou que o caminhão abordado, transportava sete metros cúbicos de pranchões de madeira da espécie Jatobá sem o Documento de Origem Florestal (DOF), que é o documento ambiental para o transporte e armazenamento de qualquer produto florestal.

A carga saíra de uma fazenda pertencente ao dono de uma madeireira localizada em Camapuã, para onde iria a carga ilegal. A madeira e o veículo foram apreendidos.

O infrator, residente em Camapuã, proprietário da madeira, foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.100,00 pela PMA. Ele também responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá receber pena de seis meses a um ano de detenção.

Carregando comentários...
Notícias
Policial