Sonora: Prefeitura investe em capacitação para melhorar atendimento às crianças com autismo

Imagem: Divulgação

O núcleo pedagógico participou do curso de formação em Campo Grande no início do mês.

09/04/2019 às 07:58 | do Idest, Eder Pereira

A cada ano o número é maior de crianças diagnosticadas com Transtornos de Espectro do Autismo (TEA), segundo o Instituto Lico Kaesemodel do Paraná, uma a cada 68 crianças no mundo são autistas, os dados segundo o instituto, são da Organização Mundial de Saúde (OMS).

No Brasil não temos estatísticas oficiais, mas estima-se alguns estudos que esse número de crianças autistas pode chegar bem próximo esse número.

O prefeito Enelto Ramos (MDB) e a gerente municipal de educação, cultura, esporte e lazer Graziele Souza Luz, pensando em garantir a melhor qualidade do atendimento prestado as crianças e adolescentes na rede municipal, promoveu ao núcleo pedagógico da GEMED, curso de formação em Campo Grande no período de 04 a 06 de abril.

Neste curso, os integrantes do núcleo puderam abordar temas como a contribuição genética para o autismo, terapias integrativas para tratar o TEA e também abordaram sobre a psicomotricidade – A importância da atividade física para desenvolvimento cognitivo.

A gerente de educação Graziele enfatizou que todo o investimento em formação continuada não ficará restrita apenas ao núcleo pedagógico, mas esse núcleo será o multiplicador das novas informações por meio de formação continuada.

E também informou que em breve estará realizando um curso de formação sobre Transtorno do Espectro Autista no âmbito escolar, tendo como público alvo as coordenadoras pedagógicas, educadores da AEE, educadores e assistentes que estão trabalhando com as crianças com Transtorno de Espectro Autista.

Enelto disse que esses cursos vêm para reforçar a humanização e tornar cada vez melhor o atendimento as crianças autistas, para isso os profissionais estão sendo treinados por meio de formação continuada.

Disse ainda estar sensibilizado com essa causa, e lembrou que ao participar da caminhada no dia 31 de março.

“Senti a angústia das mães dessas crianças pela dificuldade que enfrentam na sociedade, e esse curso já é uma ação concretizada entre outras que virão através das gerências que atendem crianças em nosso município, isso para diminuir as dificuldades das famílias e dessas crianças tão especiais”, concluiu Enelto.

Carregando comentários...
Notícias
Educação