Estudantes de Dourados conquistam ouro em evento nacional de lançamento de foguetes

Imagem: Chico Ribeiro

Apoio do Governo viabiliza a participação de estudantes e projeta nacionalmente o nome de Mato Grosso do Sul.

14/11/2017 às 16:39 | do Idest, JWC

Alunos da EE Vilmar Vieira Matos, de Dourados, estiveram na Governadoria nesta terça-feira (14) para agradecer o apoio do Governo do Estado na participação dos estudantes na 11ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), em Barra do Piraí (RJ), no início de novembro. Os estudantes, que receberam passagens aéreas para o evento, comemoraram a classificação na categoria Ouro pelo alcance de 122m do foguete de garrafa PET construído pelos próprios alunos. A mostra avalia a capacidade dos jovens de construir e lançar, o mais longe possível, foguetes.

O evento, realizado anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), contou com a participação de estudantes do ensino médio de 54 escolas de todo o País, selecionadas entre 1.632 instituições. “O bom resultado projeta o nome do nosso Estado em eventos científicos nacionais. Não tenho dúvidas de que a bagagem adquirida com essa participação vai muito além do conhecimento técnico”, destacou na ocasião, o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel.  

Alunos e professora (ao centro) exibem o troféu da competição, uma réplica do foguete Sonda III. Foto: Jéssika Machado

A equipe do município de Dourados é composta pelos alunos Alan Henrique Ferreira Lima, Marina Neto Braga e Rodrigo Lodi Micalide Dourados, pré-selecionados pela Jornada de Foguetes, idealizada pelo professor Kleberson Salina, que acontece desde 2014 na escola. “Trata-se de um projeto que já virou tradição na escola cujo objetivo é possibilitar o contato do aluno com a astronomia, aeronáutica além de disciplinas afins, como a física, química e matemática”, explicou a professora Marilaine dos Santos. “Para construir e lançar os foguetes precisamos medir e calcular tudo. Assim aprendemos, de uma forma dinâmica e prática, os conceitos de exatas”, complementou Alan.

Durante o evento os jovens também tiveram contato com engenheiros da AEB e outros profissionais do setor, além de participarem de uma palestra com o brasileiro Marcos Pontes,  primeiro astronauta sul-americano a realizar uma viagem ao espaço. 

Ao recepcionar o grupo, o governador Reinaldo Azambuja fez questão de parabenizá-los pelo bom resultado, fruto da persistência dos estudantes: “Para nós, é motivo de orgulho ver que nossos alunos se destacaram no cenário nacional. Temos apoiado diversas iniciativas educacionais para promoção do conhecimento científico e reconhecemos o esforço deles, agora refletido nesse prêmio”, destacou o governador. 

“Participo desde 2015 e, como ficamos com a categoria Bronze no ano passado, buscamos nos superar até conquistarmos o ouro. E conseguimos”, comemora Mariana Braga. “Certamente esses alunos utilizarão o conhecimento adquirido para outros projetos. Fico feliz em ter intermediado esse apoio e contribuído com a formação desses jovens”, finalizou o vereador Sergio Nogueira.

Sobre a Mostra

A Mostra Brasileira de Foguetes é uma iniciativa da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e conta com o apoio da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), da Agência Espacial Brasileira (AEB), da Fundação Marcos Pontes, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). 

Os foguetes funcionam baseados na Lei de Newton, a lei da ação e reação e consistem, basicamente, em um projétil de garrafa PET que usa como combustível uma mistura química de vinagre com bicarbonato de sódio (fermento em pó). Os vencedores serão definidos a partir da combinação ideal entre o volume do material, a quantidade e o tamanho das aletas, o ângulo de lançamento, a direção do vento e o tamanho e o peso do foguete.

Carregando comentários...
Notícias
Educação