Vendaval destelha cerca de 150 casas e derruba árvores em Bandeirantes

Escolas também sofreram danos com a força do vento.
Imagem: Gilmar de Santana

“Olhava na janela e via telha voando, calha, galho, foi feio. A casa balançava até, e não tinha o que fazer, esperar e se proteger”, relatou morador.

27/09/2018 às 16:12 | do Idest, JWC

Por volta das 12h30, a cidade de Bandeirantes foi atingida por uma forte chuva e ventos que causaram estragos em casas, comércios e prédios públicos, além de quedas de várias árvores.

De acordo com informações da Prefeitura, a Defesa Civil foi acionada para dar apoio. Equipes da Prefeitura estão nas ruas dando suporte as famílias atingidas e liberando as vias bloqueadas pelas árvores que caíram.

Segundo o secretário de Governo, Gilmar de Santana, cerca de 150 casas sofreram danos, uma granja que fica próximo a rodovia  BR-163 ficou destruída com a força do vento. Escolas também teriam sido danificadas com a ventania e parte da cidade ficou sem energia elétrica.

Moradores relatam que o vendaval durou cerca de 20 minutos. “Olhava na janela e via telha voando, calha, galho, foi feio. A casa balançava até, e não tinha o que fazer, esperar e se proteger”, relatou o morador Alessandro Alves.

Famílias que ficaram desabrigadas serão levadas para um abrigo que está sendo montado pela Prefeitura. Não há registro de feridos.

Alerta de tempestade

A Defesa Civil do Estado divulgou nesta quinta-feira (27) um alerta de tempestade para as regiões Sul, Leste e Nordeste de Mato Grosso do Sul, hoje e amanhã.

São esperados ventos de até 100 Km/h e a chuva pode alcançar o total de 100 milímetros em apenas 24 horas. A previsão alerta ainda para a possibilidade de queda de granizo, corte de energia elétrica, queda de árvores e alagamentos.

Conforme as instruções da Defesa Civil, são esperados até 60 milímetros de chuva por hora nessas regiões.

A Defesa Civil orienta a população para que não se abrigue debaixo de árvores e não estacione veículos próximos de torres de transmissão e placas de propaganda. Se possível, desligar aparelhos elétricos e o quadro geral de energia.

Carregando comentários...
Notícias
Cidades