"Lobisomem" é morto em cemitério na fronteira

Brasileiro era conhecido por se fazer de lobisomem para assustar os moradores da região

23/06/2017 às 17:25 | Com Ponta Porã News

Ronaldo Godoi, de 20 anos, vulgo “Capetinha”, foi executado na manhã de quinta-feira (22), com uma faca e cinco disparos de arma de fogo em um cemitério na cidade paraguaia de Zanja Pytã, na fronteira com Ponta Porã.

Ronaldo era andarilho e se fazia passar por lobisomem para assustar os moradores da região. O corpo da vítima foi encontrado por populares que visitavam o túmulo de familiares e acionaram a polícia.

Segundo informações do site Porã News, Ronaldo teria invadido uma residência na quarta-feira (21), para realizar alguns furtos, mas teria sido descoberto e perseguido. Ele teria entrado no cemitério para se esconder das pessoas que o perseguiam, mas acabou sendo alcançado e morto de forma brutal no interior do cemitério.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), do Hospital Regional de Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã a espera de seus familiares.

Mais fotos

Carregando comentários...
Notícias
Bizarro