Iagro alerta para fim do prazo de vacinação contra Aftosa nas regiões de Fronteira e Planalto

Imagem: Kelly Ventorim

A Iagro verificou que até sexta-feira (24), pouco mais de 3,5 milhões de animais (em torno de 40%), foram imunizados, conforme registrado no sistema da Agência.

27/11/2017 às 16:38 | da Redação, Kelly Ventorim

Faltando poucos dias para o encerramento da segunda etapa de vacinação dos bovinos contra a Febre Aftosa, nas regiões de fronteira e planalto, em Mato Grosso do Sul, a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) faz um alerta para os produtores que ainda não adquiriram ou não aplicaram a dose da vacina no seu rebanho e registraram no sistema.

Com meta de vacinar aproximadamente oito milhões de bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade nas regiões do Planalto e de Fronteira e de mamando a caducando, na região do Pantanal (para os que optaram pela vacinação só em novembro), a Iagro verificou que até sexta-feira (24), pouco mais de 3,5 milhões de animais (em torno de 40%), foram imunizados, conforme registrado no sistema da Agência. Até a mesma data outras 4.672.346 doses da vacina já haviam sido adquiridas junto às revendas, mas não estavam declaradas.

Com isso, a Iagro faz um alerta para os produtores sobre a importância de respeitar os prazos para garantir a continuidade da excelência dos serviços de MS e a colocação entre os três estados com melhor resultado no País.

A campanha coordenada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), por meio da Iagro e da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) e que conta com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e da Embrapa Gado de Corte, será encerrada nesta quinta-feira, dia 30 de novembro, e o registro da vacinação pode ser realizado até o dia 15 de dezembro, nas regiões do Planalto e Fronteira.

Para a região do Pantanal, onde os produtores podem optar por vacinar em maio ou novembro, o prazo para vacinação vai até dia 15 de dezembro e o registro pode ser feito até o dia 30 do mesmo mês.

Nas três regiões, o registro da vacinação deve ser realizado diretamente pelo produtor no site da Iagro ou, em casos específicos, e a critério da Agência, em seus escritórios locais, lembrando que os pecuaristas devem aproveitar o manejo para vacinar as fêmeas de três a oito meses contra a Brucelose e que mais informações podem ser obtidas no Disk Aftosa: 0800 67 9120.

Região Vacinação Registro  
Fronteira 01/11 a 30/11 01/11 a 15/12 Animais até 24 meses
Planalto 01/11 a 30/11 01/11 a 15/12 Animais até 24 meses
Pantanal 01/11 a 15/12 01/11 a 30/12 Todo o rebanho

Serviço de Defesa de MS

Mato Grosso do Sul – tem se mantido entre os três estados com melhor percentual de cobertura vacinal do País -, e é destaque no Brasil pela excelência do serviço oficial de defesa agropecuária. Desde a incidência da doença há 11 anos no Estado, os bons resultados obtidos nas campanhas contra a Febre Aftosa, vem se repetindo. Aliada ao cumprimento de compromissos como a identificação individual de todo rebanho da fronteira e ações permanentes de vigilância, a excelência vacinal contribuiu significativamente para a liberação das exportações de carne bovina in natura da região de Fronteira, para a União Europeia e adesão do Estado ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA), medidas que ajudam a ampliar a competitividade da carne produzida em Mato Grosso do Sul que conta atualmente com fiscalização móvel, postos fixos, ações de vigilância nas propriedades, cadastro georreferenciado de todas as propriedades de fronteira e intensa fiscalização durante o período de aplicação da vacina.

Carregando comentários...
Notícias
Agronegócio