Com projeção de colher 10 mi de toneladas de soja, MS seria 5º maior produtor mundial se fosse país

Imagem: Reprodução/TV Morena

Se fosse uma nação, apenas o Brasil, os EUA, a Argentina e a China produziriam mais soja que Mato Grosso do Sul no ciclo 2019/2020, conforme dados da Conab e USDA.

10/03/2020 às 10:24 | G1MS

Levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgado nesta terça-feira (10) aponta que Mato Grosso do Sul deve colher na safra 2019/2020, 10,091 milhões de toneladas de soja. Se confirmados os números da projeção, será a maior produção da história do estado.

Comparando a estimativa da Conab com o relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) - de fevereiro deste ano - que apresentou a previsão da produção global de alimentos para o ciclo 2019/2020, os dados indicam que se Mato Grosso do Sul fosse um país, seria o quinto maior produtor mundial da oleaginosa.

De acordo com a projeção do USDA, a produção sul-mato-grossense seria superada apenas pelo próprio Brasil, com 125 milhões de toneladas; pelos Estados Unidos, com 96,8 milhões de toneladas; pela Argentina, com 53 milhões de toneladas e pela China, com 18,1 milhões de toneladas.

O estado, ainda conforme os dados do Departamento de Agricultura norte-americano deve produzir mais soja nesta temporada que tradicionais grandes produtores mundiais, como o Paraguai, que deverá colher, conforme a estimativa, 9,9 milhões de toneladas; e a Índia, que deverá produzir 9 milhões de toneladas. 

A soja em MS 

Segundo a Conab, a produção de oleaginosa de Mato Grosso do Sul na safra 2019/2020 deverá ter aumento de 18,7% frente a do ciclo anterior, quando o estado colheu 8,504 milhões de toneladas.

 

Esse incremento é atribuído ao salto de 14,8% na produtividade, de 2.980 quilos por hectare (49,66 quilos por hectare) para 3.420 quilos por hectare (57 sacas por hectare) e ainda ao crescimento de 3,4% na área cultivada que passou de 2,853 milhões de hectares para 2,950 milhões de hectares.

Carregando comentários...
Notícias
Agronegócio